Publicado em 24 de out de 2018

Katsuya: cozinha japonesa consagrada no coração de Toronto

A maior cidade canadense, Toronto, não é só cosmopolita e moderna. Ela também oferece um menu recheado de opções gastronômicas do mundo inteiro. A razão para isso é a falta de pratos regionais, o que abre portas para os estrangeiros que sabem cozinhar com os temperos de seus países.

Centro de Toronto visto da CN Tower – Foto: Juliana Garcia

Esse é o caso do Katsuya, restaurante liderado por chefes asiáticos que buscam levar aos clientes sabores do Japão e da Ásia. Apesar de estar em funcionamento apenas desde outubro de 2015, o lugar já foi eleito dois anos consecutivos, pela Yelp, um dos 100 melhores restaurantes de todo o Canadá.

Por fora, a casa, que fica no centro da cidade, não aparenta ser nada aconchegante, mas é uma descoberta ao passar da porta de entrada e encontrar um ambiente rústico-elegante, com luzes penduradas em cordas e cozinha à mostra.

Como boas-vindas é servido um Missoshiru, que é reposto a cada momento, assim como uma garrafa de água morna que acompanha as garfadas. Mas não fica por aí, os pratos, que oscilam entre 11 e 30 dólares canadenses, são uma exploração de cheiros, texturas e sabores.

Entre as opções disponíveis, um dos mais procurados é o Katsu. Cozinhado em peixe, porco ou frango é guarnecido com um salpicado de bonito flakes – também conhecido como Katsuobushi, carne seca de atum-bonito -, repolho ralado e  gengibre rosa.

Katsu de frango servido com arroz japonês, repolho e lascas de bonito flakes – Foto: Juliana Garcia

Antes de pôr os talheres sobre o prato, o restaurante convida os clientes a postarem em qualquer rede social uma foto da refeição ou do lugar, para ganhar uma bebida, de sua preferência, de graça. Ao sair da casa, fica a certeza de que Toronto oferece tipos gastronômicos de qualidade.

BeiJUs, Juliana

Tags
Avatar

Postado por

Juliana Garcia

Quando paro para escrever sobre mim é sempre um desafio, porque estamos em constante mudança e nos últimos anos tenho passado por muitas. Mas certas coisas permanecem iguais, não é mesmo? Então, eis algumas verdades sobre a Juliana Garcia. Sabe aquelas crianças "sonhadoras"? Sou uma delas, tenho até uma tatuagem escrito "rêveuse" – tradução da palavra francesa -, amo pensar que o mundo um dia será bom por completo, que poderei trabalhar como apresentadora de TV, viajar ao redor do mundo sem preocupações e manter um projeto bacana com amigos ao meu lado. E não é que o Rua 6 já consegue fazer isso por mim. É uma aventura e tanto.